10 de maio de 2019

São Paulo, 10 de maio de 2019
por Florido

10 de Maio Nutaan em/com Florido

       Processo Civilizatório diz o colonizador/ a colonizadora. Conceito de civilização vomita aquelee que coloniza. Pangéia – Bacias hidrográficas – Ossaturas rochosas. Multidão indígena. Multidão que guerreia – terra – comida – rito – Potiguaras – Tremembés – Tabajaras – Caetés – Tupinambás – Aimorés – Tupiniquins – Goitacás – Tamoios – Carijós – Costumes Bárbaros? Grita quem coloniza. Narra quem coloniza sobre seus interesses colonizadores. Devorados. Narram com horror o rito antropofágico. Distribuição de pedaços e agora você esta dentro de nós. Os registros reais devorados pelo genocídio. Entre iluministas hipócritas. A realidade que hoje ainda nos persegue e nos devora em suicídios coletivos entre Kaiwoás – O rito de apagar o sol. Fim. Fluido Fluido seguimos. Esforços em sua fluidez e o cuidado com o continuo. Estar extra verso intra verso a beira do reverso e a face dança – a face é muito e ainda mais expressiva quando dança. CHÃO LUTA PESO GUERRILHA AVANCE AVANCE. Força intra muscular do meu abdômen. ß—-DOR—-à e tensão. E foi no escuro que nos encontramos. A cidade ilumina lá fora – os olhos se acostumam e reconhece os contornos das várias corpas que se preparam para adentrar o pluriversus de MAE. Meu corpo mapea suas dores, é preciso reduzir a frequência e cuidar levando ar e toque e é no coração que eu me cuido. Eu me liberto quando escuto meu coração enquanto dança. É entrar em rito de cura e descoberta pelo chão rasteja. E na cura vai assim de encontro aos estados da matéria. De dentro para fora gasoso ar ventania chuva lodo pedra e fogo – mar – – – – – e tudo que levo o sol para ser apagado – o rito de apagar o sol que transmuta espera, o fim da terra que não posso ter. Serpente, bicho, espera. E de repente sou todes ali presentes. Vejo e sinto e os poros observam. É possível romper com os ritmos internos e achar outres, noves, potentes. Sou desenho espacial e há longos períodos de investigação das outras pessoas presentes neste espaço. Quando o espaço esvazia meu corpo é fogo de novo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

NuTAAN 2016

Núcleo Taanteatro de Formação, Pesquisa e Criação.

Ocupação Taanteatro

A Ocupação Taanteatro no Teatro de Arena Eugênio Kusnet é destinada à apresentação da produção artística da Taanteatro Companhia e da criação autoral de selecionados colaboradores nacionais e internacionais.

[des]colonizações

O Projeto [des]colonizações sinaliza um novo rumo nas pesquisas coreográficas continuadas da Taanteatro Companhia: a aplicação de estudos pós-coloniais ao campo da dança contemporânea. Nesse blog você encontrará informações sobre os objetivos e etapas do projeto. Bem Vindo!

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: